COMPANHIA PROFISSIONAL DE TEATRO & CENTRO FORMATIVO DE ARTES DRAMÁTICAS

item2

Europa 39


 

BERTOLT BRECHT

Espectáculo próximo do cabaré politico dos anos 30 do século XX, o conjunto constituído pelas curtas peças em um acto de Bertolt Brecht Dansen e Quanto custa o ferro? e pelos esboços dramáticos a elas associados: cena introdutória e cenas intercalares de Dansen e o esboço de peça que chamamos Tratado para além de textos retirados das Histórias inéditas e dos Escritos sobre a Política e a Sociedade.

1938 e 1939. Algures na Escandinávia, entre a Dinamarca e a Suécia, dois exilados alemães acompanham ao minuto, pela rádio e pelos jornais, a progressão das tropas de Hitler. Inquietam-se diante da inacção dos governos nórdicos face à ameaça nazi. E servem-se do teatro para apontar os riscos da neutralidade e propor concertações. Mas Hitler avança e a guerra é amanhã. Durou seis anos, ou mais?

Retomando aspectos formais de algumas das peças didácticas do autor, a encenação encerra uma dimensão pedagógica sobre os destinos da Europa nos séculos XX e XXI que poderá ser muito proveitosa para jovens e adultos na sua reflexão sobre as mutações que se vêm produzindo no chamado “projecto europeu” nos últimos anos.

ESTREIA 16 de Fevereiro 2017 | 21h30
Sala Est
údio do Teatro da Rainha

Itinerância
Porto - 21 e 22 de Abril às 21h30 | Teatro de Bolso, Assédio
Lisboa - 28 e 29 de Abril às 21h30 | O'Culto da Ajuda| Miso Music

Informações e reservas
262 823 302 | 966 186 871
comunicacao@teatro-da-rainha.com

Maiores 12 anos
 

Com a Oficina Criativa de Teatro pretende-se estimular a imaginação e criatividade das crianças, através de exercícios que consistem em técnicas corporais e improvisações, jogos e brincadeiras.
Aprender e compreender a partir do Teatro, valorizando as faculdades físicas, intelectuais e criativas das crianças, com o objectivo de fornecer-lhes ferramentas e conhecimentos que contribuam para o fortalecimento do seu percurso académico, cultural e artístico.

Sala Estúdio do Teatro da Rainha
Ano lectivo 2016/207

6 aos 12 anos | segundas das 18h00 às 19h15
Mensalidade | 25.00 Euros
Informações ou inscrições 262 823 302 |966 186 871
geral@teatro-da-rainha.com

Oficina Criativa de Teatro

 

FORMAÇÃO | PÚBLICO INFANTO-JUVENIL

AcontecOficinaCriativa

Expressão Dramática // Expressão Corporal // Voz e Articulação // Jogos Verbais // Jogos de Reação // Jogos SensórioMotores //Jogos Tradicionais // Dinâmicas de Grupo // Relaxamento // Leitura // Escrita // Expressão Plástica Expressão Musical
 

Orientadora |Raquel Monteiro (Actriz e Formadora)
 

Tradução e encenação | Luís Varela
Cenografia e figurinos | José Carlos Faria
Música e Design sonoro | Carlos Alberto Augusto
Interpretação | Inês Barros, Carlos Borges, José Carlos Faria e Tiago Moreira

 

 

Dansen, Quanto custa o ferro?, rascunhos de 1939 e Mies & Meck


 

 

 

item5
item6

 

 

SARNA

26 e 27 de Maio às 21h30

de Mark O'Rowe
Tradução: Francisco Luís Parreira
Direcção: João Cardoso
Interpretação: Pedro Frias
Espaço Cénico e Figurinos: Sissa Afonso
Desenho de Luz: Filipe Pinhiero
Banda Sonora: Francisco Leal
Assistência ao Actor: Pedro Quiroga Cardoso
Fotografia:António Alves
Design Gráfico: Sissa Afonso
Operação de som/luz: Pedro Quiroga Cardoso
Produção Executiva: Rosa Quiroga
Produção: Assédio
M/16

 

REPUBLICÁRIO

30 de Maio às 11h00 e às 15h00 para escolas

Texto e encenação: Ricardo Correia
Interpretação: Celso Pedro
Espaço Cénico e Figurinos: Filipa Malva
Produção: Casa da Esquina
M/10

 

URRO

2 de Junho às 21h30

Texto de Júlio do Carmo Gomes
Direcção de Rui Spranger
Interpretação de Castro Guedes
Coprodução de Apuro e Dogma\12
M/14

 

SOLILÓQUIO DE UMA ACTRIZ

3 de Junho às 21h30

Texto: Bertolt Brecht
Encenação e Interpretação: Isabel Leitão
M/12

 

Informações e reservas- telefone 262 823 302; 966 186 871, ou endereço eletrónico comunicacao@teatro-da-rainha.com
 

QUATRO MONÓLOGOS AO ATAQUE

E é já neste fim de maio 26,27 e 30 e no começo de Junho, 2 e 3 que o Teatro da Rainha concretiza mais um dos seus habituais painéis de ACOLHIMENTOS. Estamos perante quatro monólogos, quatro autores e outros tantos intérpretes em busca dos mais diversos diálogos com os espectadores. Se algo pode definir esta escolha é a sua escala de câmara. Mundos do mundo representados numa sala de bolso, textos que dão corpo a protestos vários, denúncia pela palavra presente, teatral, dos desvarios da vida, da desumanidade como regra. 
 Com a Companhia Assédio, do Porto, um contemporâneo irlandês, Mark O’Rowe. SARNA explora um calão grosseiro e violento. É um trabalho sobre a linguagem, a reinvenção do seu estatuto num meio urbano degradado. O título metaforiza essa condição degradada na doença da pele. REPUBLICÁRIO, de Ricardo Correia, encomenda de um Serviço Educativo, é uma brincadeira séria em torno do conceito de REPÚBLICA, projecto didáctico realizado pela Casa da Esquina, estrutura de criação coimbrã. URRO, do dramaturgo português Júlio Carmo Gomes, em cena em Berlim, é um poema dramático disruptivo, balanço síntese de todas as ilusões/desilusões em tempos de capitalismo gloabalizado triunfante. SOLILÓQUIO PARA UMA ACTRIZ, com textos de B. Brecht, é esse capitalismo numa outra fase, selvagem e mafiosa, em que as relações de exploração se confundiam "paradigmaticamente" na vida das mulheres, objecto de uma dupla condenação: a do corpo laboral, máquina e a do corpo objecto, sexual.
Em cena estarão Pedro Frias (Assédio), Celso Pedro (Republicário), Jorge Castro Guedes (Urro) e Isabel Leitão (Solilóquio para uma actriz). João Cardoso, Ricardo Correia, Rui Spranger e Isabel Leitão encenam.

Sala Estúdio do Teatro da Rainha

Acolhimentos Maio e Junho

Programa PDF

pdflogo50px1a
TeatrodaRainhaNewsletterAcolhimentoMaioJunho20172